101 Dálmatas - Cubram-se de Carvão


Cubram-se de carvão,
Desde a cabeça até o chão.
Olhe o jeito que eu ponho o carvão em mim.

Cubram-se a frente e atrás,
Fiquem negros alcatraz.
Como o labrador amigo, vejam só.

Depois marchemos todos, um por um
Desfilando pela rua

E nem nossos avós vão saber que somos nós.
Todo mundo pode olhar,
Ninguém vai notar.

Pois tratem de se sujar
Quem não vão se machucar.
E andem com muita atenção.
Terão que se organizar pra poder escapar,
É hora de dar no pé!
Sossegados, pois mesmo examinados, vamos passar.
Vamos pintar e vamos ficar pretinhos na cor do carvão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Festa no Céu - Te Amo Demais

Cinderela - Canção dos Ratinhos

Festa no Céu - Canção do Perdão