O Corcunda de Notre Dame - Lá Fora



Salvo entre os peitoris de pedra e o carrilhão,
Aqui dentro a alegria some.
Toda minha vida eu vivi na solidão,
Não ter liberdade me consome.
Preso aqui em cima vi pessoas.
Eu conheço todas pelo nome.
Toda minha vida eu imaginei descer,
Ir até lá, passear lá...

Lá fora como alguém comum
Me dê um dia ao Sol,
Basta apenas um
Pra ser lembrado.
Se der numa ocasião qualquer
Se eu sair,
Se eu puder,
Quero ir a onde der.

Lá fora vejo tecelões, moleiros e casais,
Os seu rostos mostram o que sentem.
Gritam, xingam levam suas vidas tão normais.
Essa é a vida que me cai bem.
Agora para mim a hora é de, enfim, ver,
Se der, Rio Sena e além.
Cada manhã que houver
Quero ser alguém
Que vai a onde bem quer.
O meu dia se vier,
E ele vem,
Um sequer,
Digo amém se estiver tudo bem.
Quando der,
Vou também,
Se Deus quiser.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Festa no Céu - Te Amo Demais

Cinderela - Canção dos Ratinhos

Festa no Céu - Canção do Perdão